O Festival terá abertura na quarta-feira (20), com Maracatu Solar, Edisca e Xenia França, no Cine Teatro São Luiz. Na quinta (21) e sexta (22), entre outras atividades, uma vasta programação de conteúdo será desenvolvida. Sábado e domingo, haverá uma concentração no Parque Estadual do Cocó, com oficinas, atividades de saúde e bem-estar e shows, incluindo Larissa Luz, no sábado (23); e Dona Onete, no domingo (24).

Xenia França

Fortaleza – CE. A Virada Sustentável Fortaleza 2019 será composta por exposições, palestras, intervenções culturais, cinema, dança, música, rodas de conversa, contação de histórias, circo, oficinas, feira de troca, jogos, performances artísticas, teatro e muitas outras atividades que irão agregar arte, cultura e conhecimento.

Esta é a primeira edição da Virada Sustentável em Fortaleza. O movimento consiste em uma mobilização para a sustentabilidade. Começou em 2011, em São Paulo, e já é realizado anualmente no Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Manaus e Campinas também. Os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), são os princípios que orientam a programação do festival.

A Virada Sustentável envolve articulação e participação direta de organizações da sociedade civil, órgãos públicos, coletivos de cultura, movimentos sociais, equipamentos culturais, empresas, escolas e universidades, entre outros, com o objetivo de apresentar uma visão positiva e inspiradora sobre a sustentabilidade e seus diferentes temas para a população, além de reforçar as redes de transformação e impacto social existentes nas diferentes cidades.

Em Fortaleza, ocupará espaços como Cine Teatro São Luiz, Parque Estadual do Cocó, Centro Cultural Belchior, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Centro Cultural do Bom Jardim, Rede Cuca, Parque Parreão, Teatro São José, Floresta do Curió e Instituto dos Cegos, entre outros lugares da cidade que são significativos para a sustentabilidade, cidadania, arte e cultura locais.

Jumento Amostrado

Uma das atrações da Virada Sustentável Fortaleza será a exposição Jumento Amostrado, desenvolvida pelo Instituto Nordeste Cidadania (Inec), que reúne seis esculturas de jumento, em tamanho real, com pinturas temáticas que remetem a elementos da cultura nordestina e com relação direta a seis projetos desenvolvidos pelo Inec. A exposição será realizada em dois espaços: Cine Teatro São Luiz e Centro Cultural Belchior.

É importante destacar que toda a programação é gratuita. Mas, como o Cine Teatro São Luiz tem limitação de ingressos, para acesso à programação da abertura, por exemplo, é preciso se inscrever neste link e retirar o ingresso na bilheteria do Cine Teatro São Luiz a partir de terça-feira (19), das 10h30 às 18h, e na quarta-feira (20), das 10h30 às 17h.

Conhecimento

Na edição de 2019 do Seminário Virada Sustentável, a AMA/AmBev foi convidada a participar como anfitriã do painel Negócios de Impacto Socioambiental, com a apresentação de um panorama sobre o ecossistema de investimento de impacto e sobre as startups que vêm atuando na área no Brasil. Um painel com dados, aprendizados e reflexões para o futuro da área.

Contará com a participação de Richard Lee, head de Sustentabilidade da Cervejaria AmBev; Gláucio Gomes, diretor de Desenvolvimento da Agência de Desenvolvimento Local (Adel)Jovens Empreendedores Rurais; Ticiana Rolim Queiroz, empreendedora social – Somos Um. A mediação será de Jocélio Leal, colunista e editor-chefe dos núcleos de Economia e Negócios do O POVO. Clique aqui para se inscrever.

A AMA/AmBev participa também como anfitriã do painel sobre Água e Saneamento no Semiárido, onde serão discutidos quais são os principais entraves para o atingimento das metas previstas no ODS 6 no Brasil. Também conta com Richard Lee, head de Sustentabilidade da Cervejaria AmBev; Juliana Oliveira, pesquisadora da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme); Letícia Nunes Bezerra, jovem universitária integrante da startup Aqualuz. A mediação é de Magda Maya, autora do livro Sustentabilidade 4.0. Clique aqui para se inscrever.

Mostra Ecofalante

Parceira da Virada Sustentável, a Ecofalante é uma ONG que atua nas áreas de cultura, educação e sustentabilidade. Produz filmes, documentários e programas de televisão de caráter cultural, educativo e socioambiental. Realiza, também, o mais importante evento audiovisual sul-americano dedicado a temas socioambientais: a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, que terá uma versão especialmente montada para a Virada Sustentável Fortaleza 2019, de 21 a 24 de novembro, sempre das 11h às 13h30, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, com exibição de filmes seguidos de debates com convidados mais que especiais.

Filmes

21 – Uma história de Desperdício
22 – O Fio da Meada
23 – GIG – A Uberização do Trabalho
24 – Custo do Transporte Global

Oficinas

Diversas oficinas serão realizadas durante a programação, com destaque para a oficina de luthieria sustentável experimental, proposta pela Tapera das Artes (Aquiraz) e ministrada pelo sociólogo e auxiliar de luthier Edson Silva e o músico multi-instrumentista, aprendiz de luthier e arte educador Alexandro Freitas (Sã), que será desenvolvida no Cuca Mondubim, na sexta-feira (22), das 14h às 16h e também no Cine Cocó, no sábado (23), das 9h às 12h.

Ela tem como objetivo conscientizar e mostrar a possibilidade de contribuir com o meio ambiente de forma criativa e musical, simples, prática e com um custo financeiro baixo comparado a construção de instrumentos convencionais. O intuito é mostrar que música pode estar em qualquer lugar, e neste caso lixo. O intuito é diminuir o lixo de uma forma divertida, musical e criativa.

Saúde e bem-estar

A programação também inclui atividades de saúde e bem-estar, como reiki, barra de access, ioga, reflexologia tailandesa, shiatsu, therahealing, tuina e renascimento, oferecidas pelo Mundo Akar, clínica de medicina integrativa que visa a busca pelo bem-estar emocional e físico.

Arte, cultura e shows

Larissa Luz

Entre as muitas atrações artísticas, com grafites, instalações e shows a performance Andorinhas no Mundo, está programada para as 17h do dia 24, no Teatro São José. Este trabalho, liderado pela Companhia Anagrama, composta por bailarinos negros, aborda relações entre corpos, espaços e ancestralidades, em que identidades, pensamentos e práticas se articulam para inventar outras corporeidades de silêncios e sons.

Entre as atrações nacionais, a Virada Sustentável Fortaleza 2019, além do show de Xênia França, na abertura, na quarta (20), Dia da Consciência Negra, no Cine Teatro São Luiz; trará, no sábado (23), para o show principal do Parque do Cocó, a cantora Larissa Luz, a partir das 19h. Para encerrar a programação, toda gratuita, a alegria de Dona Onete sobe ao palco do Cocó no domingo (24), às 19h.

Dona Onete

Esses são alguns destaques dos que farão parte das atrações da Virada Sustentável Fortaleza 2019. Todas as atividades, horários e locais podem ser consultados no site da Virada Sustentável.

A Virada Sustentável Fortaleza 2019 é uma realização da Secretaria Especial de Cultura, Ministério da Cidadania e co-realização do Grupo O POVO. O evento conta com o apoio das Empresas CMPC e AmBev/Ama.

Sem Comentários ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pular para o conteúdo